SÃO PAULO - A Aviva, gigante britânica do segmento de seguros, anunciou nesta quinta-feira um lucro operacional de 2,297 milhões de libras (US$ 3,25 bilhões) na base do padrão contábil IFRS (International Financial Reporting Standards) , no acumulado do ano passado. Isto representa um aumento de 4% na comparação com o ano anterior.

As perdas na base IFRS depois de consideradas as taxas, no entanto, acumularam 885 milhões de libras (US$ 1,25 bilhões) no período. Segundo nota da companhia, os resultados negativos são provenientes das baixas contábeis, fruto da crise financeira global.

No documento, Andrew Moss, o executivo-chefe da companhia, afirmou que as condições correntes representam "o mais restrito mercado na história da economia moderna".

Mesmo assim, a empresa disse que vai manter em 33 centavos de libra o nível de pagamento de dividendos aos seus acionistas referente ao exercício de 2008. A Aviva argumenta que ainda tem uma reserva de 2 bilhões de libras para conter uma insolvência.

Esta notícia trouxe insegurança aos investidores, o que fez com que as ações da empresa recuassem de mais de 25% neste pregão.

(Vanessa Dezem | Valor Online com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.