O Commerzbank, o segundo maior banco alemão, anunciou neste domingo que cortará 9.000 funcionários, como parte da aquisição do banco número três do país, o Dresdner Bank.

"Será cortadas 9.000 vagas de um modo socialmente responsável", como parte do acordo de compra do Dresdner, por um montante de 9,8 bilhões de euros (14,4 bilhões de dólares), confirmou o Commerzbank, em uma nota.


A seguradora alemã Allianz vendeu sua filial bancária, o Dresdner Bank, ao banco Commerzbank por 9,8 bilhões de euros (US$ 14,406 bilhões), segundo o jornal "Frankfurter Allgemeine Zeitung".

Em uma antecipação de sua edição de segunda-feira, o jornal alemão afirmou que a transação será feita em duas fases e que estará fechada na segunda metade de 2009. Em uma primeira etapa, o Commerzbank obterá 60,2% do Dresdner Bank.

Além disso, para financiar a aquisição, o Commerzbank cede à Allianz como parte do preço de compra seus fundos Cominvest, no valor de 700 milhões de euros (US$ 1,029 bilhão) As duas partes definiram um fundo para riscos no valor de 1,25 bilhão de euros (US$ 1,837 bilhão) para futuros prejuízos contábeis do Dresdner Bank devido à crise financeira. Desse total, a Allianz colocará 975 milhões de euros (US$ 1,433 bilhão).

O jornal acrescentou que o conselho de vigilância da Allianz e do de Commerzbank ainda não tinham aprovado a transação, mas que é algo que ocorrerá certamente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.