Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Segundo dia de greve pode levar Lufthansa a cancelar vôos na Alemanha

SÃO PAULO - A companhia aérea alemã Lufthansa foi obrigada a cancelar diversos vôos nesta terça-feira, além de alertar para a possibilidade de novos cancelamentos, tudo em decorrência de uma greve deflagrada por seus funcionários. No total, a estimativa é que 4 mil trabalhadores da empresa aderiram à paralisação no segundo dia do movimento. Eles reivindicam melhores salários.

Valor Online |

A greve se concentrou principalmente nos aeroportos de Frankfurt, Hamburgo e Berlim, afetando particularmente os vôos de curta distância.

Embora as administrações desses aeroportos tenham confirmado os cancelamentos, a companhia aérea não precisou quantos vôos deixaram de ocorrer por conta da greve. A Lufthansa afirmou, entretanto, que a paralisação poderá afetar até 70 vôos programados para hoje.

Os trabalhadores reivindicam um aumento de 9,8% no pagamento por um período de um ano. Já a companhia ofereceu elevação de 7,7% por 21 meses, incluindo um bônus.

A greve é liderada pelo sindicato ver.di, que representa cerca de 50 mil funcionários da companhia, principalmente pessoal de terra e uma pequena parcela de tripulantes.

Ontem, primeiro dia do movimento, o impacto sobre as operações da Lufthansa foi bastante limitado. Mesmo que os 70 vôos ameaçados sejam cancelados, eles representam um percentual de apenas 3% de sua capacidade total, afirma a companhia.

(José Sergio Osse | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG