situação difícil do cartel - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Secretário-geral da Opep alerta para situação difícil do cartel

Oran (Argélia), 15 dez (EFE) - O secretário-geral da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), o líbio Abdala el-Badri, disse hoje que o cartel enfrenta uma difícil situação e deve atuar perante um mercado com um grande excedente de oferta da commodity. O mercado está sobre-abastecido. Os estoques estão muito altos.

EFE |

Temos cerca de 100 milhões de barris de oferta excedente, temos que tirar petróleo do mercado. A situação é muito difícil e temos que atuar", advertiu Badri, que chegou hoje a Oran, Argélia, para participar da reunião extraordinária da Opep.

O secretário-geral foi o primeiro responsável da organização a chegar à cidade mediterrânea do oeste argelino, onde hoje e amanhã estarão os ministros de Petróleo e Energia dos 13 países-membros e de outros produtores independentes, como a Rússia.

Os mercados petrolíferos esperam que o resultado da 151ª conferência ministerial, nesta quarta-feira, seja um considerável corte da oferta de petróleo, após o Irã ter defendido uma redução da produção de entre 1,5 e 2 milhões de barris diários (mbd) e o Kuwait advogasse uma diminuição de 2 mbd.

O presidente da Opep e ministro da Energia da Argélia, Chakib Khelil, disse recentemente que já existe o consenso na organização para pactuar um corte da parcela de produção, fixada em 27,3 mbd desde 1º de novembro, mas os ministros ainda devem negociar o volume da redução.

Será o terceiro corte que a Opep fará desde setembro, após retirar 0,5 mbd em outubro, e 1,5 mbd em novembro, sem conseguir o efeito desejado de frear a precipitada queda dos preços do petróleo, que caíram cerca de 70% desde julho. EFE wr/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG