Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Secretário do Tesouro reitera disposição de emissão externa em 2009

SÃO PAULO - O secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin, afirmou que o governo fará novas emissões no mercado internacional ao longo de 2009. Ele não deu valores, mas informou que as captações serão em bônus denominados em dólares e em reais, para criar referência de taxas de juros nas captações das empresas brasileiras.

Valor Online |

"Faremos novas emissões qualitativas de forma a criar novos pontos de referência para a captação de empresas brasileiras no mercado internacional", explicou o secretário. Ele disse que, apesar da crise e da baixa liquidez externa, "o Brasil tem sido bem sucedido, obtido boas taxas" e que por isso o Tesouro se sente confortável com sua "estratégia de emissões para criar benchmarks".

Augustin informou que os vencimentos da dívida externa em 2009 equivalem a US$ 7,4 bilhões, para os quais mais de 50% o Tesouro já tem em caixa. Ele lembrou que o governo iniciou o ano fazendo uma captação bem sucedida, na qual conseguiu US$ 1,025 bilhão por meio da emissão de títulos denominados em dólares com vencimento em 2019.

O secretário também não indicou quando pretende retornar ao mercado internacional, mas afirmou que "já se sente alguma redução na volatilidade externa". 

Leia tudo sobre: tesouro nacional

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG