Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Secretário do Tesouro dos EUA diz que turbulências do mercado demorarão a passar

O secretário americano do Tesouro, Henry Paulson, advertiu nesta terça-feira que as turbulências nos mercados financeiros ainda vão demorar a passar, recomendando assim uma melhor regulamentação para evitar novas crises.

AFP |

"Ainda levaremos tempo para acertar as turbulências recentes, enquanto os mercados e as instituições financeiras reavaliam os riscos", afirmou Paulson, num discurso em Nova York.

"Os mercados não avançam de forma linear e ainda podemos esperar novos caos", acrescentou, destacando que "enquanto o mercado imobiliário não se estabilizar, as tensões devem continuar nos mercados financeiros".

"Mas o sistema bancário está bem e os fundamentos da economia americana são vigorosos", continuou.

Paulson expôs novamente as duas prioridades atuais da economia: "uma melhor regulamentação através de uma estrutura mais eficaz, de um lado, e a disciplina dos mercados para limitar exageros, de outro".

"A disciplina dos mercados, principalmente, desempenha um papel enorme na redução dos riscos excessivos assumidos pelos investidores", destacou.

Ao mesmo tempo, as estruturas regulamentares não refletem a realidade de um sistema em que as instituições não-bancárias desempenham um papel crescente, acrescentou.

"Devemos chegar a um ponto em que as grandes instituições financeiras complexas não são tidas como muito grandes para fracassar, e nós também precisamos de mais poder para gerar a resolução das grandes instituições não-bancárias, como os "hedge funds", para limitar o impacto de um fracasso no conjunto do sistema financeiro", disse Paulson.

Ele destacou ainda a importância dos grupos de refinanciamento hipotecários Fannie Mae e Freddie Mac.

"A continuidade de suas atividades é um fator crucial para a velocidade com a qual sairemos da correção do setor imobiliário e enfrentaremos as incertezas subjacentes dos mercados financeiros", explicou

Segundo ele, por isso é preciso adotar a curto prazo medidas que aumentem a confiança nestes dois organismos, que sofreram uma grave crise nos mercados este mês.

Paulson lembrou as linhas gerais do plano desenhado pelo Tesouro para socorrer estes dois organismos, e pediu ao Congresso que aprove rapidamente esta idéia e a criação de um órgão de regulamentação "de um nível mundial" para Fannie e Freddie.

"Estou confiante que o Congresso agirá para concluir o trabalho sobre este texto legislativo esta semana", acrescentou.

cg/lm

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG