DAVOS - A Grã-Bretanha está enviando ao Brasil seu secretário de negócios, Peter Mandelson, para conversar com o governo sobre a preparação da cúpula do G-20, que discutirá em Londres em abril a reforma do sistema financeiro global. O presidente Lula participará do encontro, junto com outros 19 chefes de estado e de governo.

Mandelson, ex-comissário de comércio da União Européia, disse que tem a intenção de também dar um impulso nas relações comerciais com o Brasil. Lembrou que ele próprio criou há dez anos, quando foi ministro pela primeira vez, um comitê Brasil-Grã-Bretanha para ampliar os negócios bilaterais.

O britânico mostrou-se em Davos bastante inquieto com os sinais de protecionismo que surgem de todas as partes, a começar pelos Estados Unidos com seu plano de só permitir a compra de produtos siderúrgicos e outros produtos nos EUA, quando for usado dinheiro do socorro dado pelos governos.

Mandelson conclamou a comunidade internacional a retomar as negociações da Rodada Doha, para liberalizar o comércio, e não para fechá-lo na situação de fragilidade atual da economia mundial.

(Assis Moreira | Valor Econômico para Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.