Tamanho do texto

Ribeirão Preto, 08 - A receita com as exportações brasileiras de suco de laranja atingiram US$ 2,025 bilhões na safra 2007/2008, alta de 0,7% ante os US$ 2,017 bilhões da safra 2006/2007, de acordo com os dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Já o volume total dos embarques da bebida atingiu 2,025 milhões de toneladas entre julho do ano passado e junho deste ano, alta de 3% sobre as 1,966 milhão de toneladas do período anterior.

Os dados apontam ainda que as indústrias do Brasil, maior exportador mundial de suco de laranja, receberam menos dólares pelo volume comercializado na safra passada, com uma receita de US$ 1.002 por tonelada em 2007/2008, ante US$ 1.026/t em 2006/2007, de acordo com a Secex/MDIC.

Outro dado importante foi a disparada de 35% no volume exportado de suco de laranja fresco, se comparados os mesmos períodos, que somou 906 mil toneladas na safra passada e ultrapassou, em peso absoluto, o suco concentrado e congelado, cujas vendas movimentaram 893,35 mil toneladas, queda de 12,3%. No entanto, o suco fresco, com uma concentração de sólidos de 11%, tem seis vezes mais volume que o concentrado e congelado, cuja concentração de sólidos é de 65%.

Com isso, o volume de suco de laranja total convertido para concentrado e congelado na safra passada ficou em 1,28 milhão de toneladas, queda de 8% sobre as 1,39 milhão de toneladas da safra 2006/2007.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.