Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Seca no PR leva prefeitos a pedirem ajuda do governo

São Paulo, 26 - Prefeitos da região sudoeste do Paraná apresentaram hoje ao governo do Estado uma lista de reivindicações para minimizar os prejuízos causados pela seca nos meses de novembro e dezembro. Entre os pedidos está a adoção de um fundo emergencial contra catástrofes, projeto que já tramita no Congresso Nacional, a elevação do preço mínimo do leite e uma linha de crédito para a atividade leiteira, reivindicações que serão encaminhadas ao governo federal, segundo nota da Secretaria de Agricultura.

Agência Estado |

Ao governo do Estado, os representantes pediram agilidade na liberação do Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro), a fim de não atrasar o plantio da segunda safra de milho. Os agricultores também querem que sejam estendidos à suinocultura e aos produtores de leite os subsídios dados ao setor avícola no uso de energia elétrica durante o período noturno.

De acordo com a nota, o secretário da Agricultura e do Abastecimento em exercício, Herlon de Almeida, alertou os prefeitos de que é preciso conscientizar os agricultores a rever os sistemas de produção agrícola, principalmente na região oeste e sudoeste, onde a seca foi mais forte. "Nos últimos 10 anos, essa faixa que compreende o oeste dos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná sofre com a seca. Somente em quatro deles não ocorreram problemas graves de falta de chuvas", disse.

"Os agricultores têm que se preocupar com conservação de solos, com técnicas de desenvolvimento sustentável, com conservação de águas e não podem mais plantar com excesso de produtos químicos que só prejudicam o solo e as plantas", alertou.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG