Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

SEC: restrições para vendas de ações começam a valer dia 21 de julho

A SEC (Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos) indicou que as restrições que aplicará às vendas em descoberto de ações de certas entidade financeiras, como Fannie Mae e Freddie Mac, começam a valer a partir de 21 de julho.

AFP |

As medidas, já anunciadas terça-feira pelo presidente da SEC, Christopher Cox, em sua intervenção no Senado, terão efeito a partir das 00H01 de 21 de julho e permanecerão em vigor até 29 de julho.

A SEC se reserva o direito de prorrogar a aplicação desta medida por um prazo máximo de 30 dias corridos, segundo comunicado divulgado nesta quarta-feira pelo site da SEC.

O órgão regulador do mercado americano proibirá a venda em descoberto, ou seja, sem garantia da posse de ações, sobre os papéis de 19 estabelecimentos financeiros que se refinanciam diretamente no Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) ("primary dealers").

Entre os estabelecimentos estão os dois gigantes do refinanciamento hipotecário Fannie Mae e Freddie Mac, assim como grandes bancos de negócios e estabelecimentos financeiros.

A venda em descoberto consiste na venda de um papel emprestado a um investidor, que espera que sua cotação caia fortemente na Bolsa. O vendedor pode em seguida recomprar o papel mais barato e devolvê-lo a seu proprietário, embolsando, assim, a diferença.

Com as novas regras, a SEC quer evitar que um proprietário de ações empreste várias vezes os mesmos papéis a diferentes especuladores, o que pode promover uma corrente vendedora artificial, com a conseqüente derrubada das cotações.

tu/lm/sd

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG