Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Schwarzenegger corta salário de funcionários para reduzir gastos

Los Angeles (EUA.), 31 jul (EFE) - O governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, aprovou hoje um corte temporário dos salários dos funcionários estaduais e a demissão de trabalhadores por tempo parcial para combater a dívida orçamentária.

EFE |

O plano impõe o salário mínimo federal aos funcionários contratados pela Administração californiana, aproximadamente 200 mil pessoas, que passarão a receber US$ 6,55 por hora (US$ 1.048 ao mês) até que seja fixado um novo orçamento estadual.

Além disso, 22 mil empregados de jornada parcial perderão seu trabalho e será congelada a contratação de pessoal.

Schwarzenegger assinou esta ordem executiva apesar dos muitos protestos que aconteceram durante os últimos dias, não só dos trabalhadores, mas também por parte de membros democratas do Congresso.

Estava previsto que o novo orçamento californiano entraria em vigor em 1º de julho, quando começa um novo ano fiscal, no entanto, ainda está se negociando como serão repartidas as despesas estaduais para o novo período.

Estima-se que o déficit de financiamento da Califórnia oscile entre US$ 15,2 bilhões e US$ 17 bilhões e existe a possibilidade de que a Administração pública fique sem dinheiro para cobrir serviços em hospitais e prisões caso o fundo geral do estado se esgote.

Por causa dessa situação crítica, Schwarzenegger defende a aprovação da diminuição de salários. EFE fmx/bm/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG