Tamanho do texto

Paris, 3 out (EFE) - O presidente francês, Nicolas Sarkozy, receberá no Palácio do Eliseu o diretor-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, horas antes da reunião deste sábado com seus colegas de Alemanha, Reino Unido e Itália para discutir a crise financeira mundial.

A reunião de Sarkozy com Strauss-Kahn começará à 13h (8h em Brasília) e, nela, ambos analisarão a resposta da União Européia (UE) à crise financeira, segundo informou hoje o Palácio do Eliseu.

Cerca de três horas e meia depois, Sarkozy se reunirá, também no Palácio do Eliseu, com o primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, a chanceler alemã, Angela Merkel, e o primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, para pactuar uma ação para enfrentar a crise financeira.

Dessa "minicúpula" também participarão os presidentes da Comissão Européia (CE), José Manuel Durão Barroso, do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, e do Eurogrupo, Jean-Claude Juncker.

Strauss-Kahn, que recentemente afirmou que o FMI é a instituição mais adequada para lidar com esta crise financeira, não participará da reunião dos quatro países europeus no Grupo dos Oito (G8, sete países mais ricos do mundo e a Rússia). EFE pdp/db