Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Sarkozy: não há condições para acordo na Rodada Doha

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, disse hoje não ver condições para que se chegue a um acordo para a liberalização do comércio global antes de uma importante reunião da Organização Mundial do Comércio (OMC) sobre a Rodada Doha marcada para 21 de julho. Ele fez críticas aos países em desenvolvimento, entre eles o Brasil.

Agência Estado |

"Estamos unânimes na Europa, mesmo que não seja pelas mesmas razões, ao dizer que no estado atual das coisas as condições não estão certas", afirmou Sarkozy durante discurso em sessão plenária do Parlamento Europeu, em Estrasburgo (França). "O Brasil não fez esforços para baixar as barreiras tarifárias sobre produtos industriais. Também não houve esforço no caso dos serviços, e o que se pode dizer sobre o fechamento total do mercado chinês?", disse o presidente da França.

Para Sarkozy, "um acordo é preferível a nenhum acordo. Mas não digam que sem acordo não haverá nenhum crescimento econômico. Por sete anos não houve nenhum acordo e por sete anos o mundo teve um crescimento sem precedentes". No dia 21 de julho começa uma série de encontros de ministros de 30 países para debater a Rodada Doha de liberalização comercial, que teve início em 2001.

Ele também manifestou apoio à reeleição do ex-primeiro-ministro português José Manuel Barroso como comissário de Comércio da União Européia. Barroso ocupa o cargo desde 2004 e seu mandato termina em 2009. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG