Paris - O presidente francês, Nicolas Sarkozy, apresentou nesta quinta-feira um plano de relançamento econômico para sair da crise, que avaliou em cerca de 26 bilhões de euros, e que inclui um aumento de 10,5 bilhões de euros de investimento público.

"Nossa resposta à crise (...) é o investimento, porque é a melhor maneira de apoiar a atividade para salvar empregos agora, porque é a única maneira de preparar os empregos de amanhã e porque temos atrasos consideráveis em investimentos", disse Sarkozy, em um ato organizado na cidade de Douai (norte).

"A crise que estamos atravessando não é uma crise passageira, é uma crise estrutural. Ela deve nos incitar a agir rapidamente, a agir com força", declarou Sarkozy.

Dos 10,5 bilhões de euros de investimento público suplementar, 4 bilhões de euros corresponderão ao Estado, 2,5 bilhões de euros às administrações locais e 4 bilhões de euros às empresas públicas.

O plano pretende dar apoio às tesourarias das empresas e ajudas ao setor automobilístico. "O Estado está pronto a fazer tudo para salvar a indústria automobilística, 10% da população ativa na França", afirmou Sarkozy, anunciando principalmente um "prêmio" de 1.000 euros para toda compra de um veículo novo em substituição de um com mais de 10 anos.

(Com informções da EFE e AFP)

Leia também

Para saber mais

Serviço 

Opinião

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.