Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Sarkozy e ministros discutirão ajuda à Grécia neste sábado

"Estamos decididos a respaldar o plano europeu de apoio ao euro", disse Sarkozy

EFE |

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, reunirá neste sábado vários membros de seu governo, responsáveis por pastas econômicas ou internacionais, para tratar a crise grega e o plano europeu de salvamento desse país. 

A reunião de trabalho organizada por Sarkozy contará com a presença do primeiro-ministro, François Fillon; com os ministros de Exteriores, Bernard Kouchner; Economia e Finanças, Christine Lagarde; e do Orçamento, François Baroin; e também com o secretário de Estado de Assuntos Europeus, Pierre Lellouche, informou a Presidência francesa em comunicado.

O encontro será realizado logo após o retorno à França do chefe de Estado, que está na China, onde se encontrou com a chanceler alemã, Angela Merkel, e com seu ministro das Finanças, Wolfgang Schäuble, e disse estar de acordo com eles sobre a definição do dispositivo de salvamento da Grécia. Sem dar detalhes, Sarkozy anunciou que "o plano definido pela Europa será aplicado de forma importante. Não deixaremos que a especulação atue a seu gosto para desestabilizar tal ou qual país. O plano decidido pela Grécia é perfeitamente crível", disse.

O Parlamento francês inicia na próxima segunda-feira a tramitação do projeto de lei retificador do Orçamento que inclui 3,9 bilhões de euro em empréstimos à Grécia no ano de 2010. Segundo o esquema pactuado pelos países da zona do euro no último dia 11, a França, com 6,3 bilhões de euros, é o segundo maior contribuinte do plano de salvamento europeu da Grécia, atrás apenas da Alemanha (8,4 bilhões). O montante total ficaria em torno de 30 bilhões, dinheiro que se somaria aos 15 bilhões que devem ser fornecidos pelo Fundo Monetário Internacional (FMI).

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG