O presidente francês Nicolas Sarkozy se perguntou nesta sexta-feira como seria possível solucionar os grandes problemas do mundo sem um país africano ou sul-americano como membro permanente do Conselho de Segurança da ONU, na abertura da reunião de cúpula da francofonia em Quebec.

"A crise (financeira internacional) deve ser uma oportunidade para sacudir os costumes e rejeitar as facilidades. Como imaginar solucionar os grandes problemas do mundo quando há um Conselho de Segurança que não conta com um membro da África ou do continente sul-americano como membro permanente?", se perguntou o mandatário, recebendo os aplausos dos presentes.

"A crise é uma oportunidade para refletir de maneira diferente sobre o crescimento", ressaltou também Sarkozy, antes de citar "o crescimento sustentável, o crescimento verde, o desenvolvimento de uma agricultura alimentar em todo o mundo". "O mundo enfrenta a crise econômica e financeira mais grave desde os anos 30. Temos que refletir sobre o que está em jogo. Como chegamos até aqui? (...) Quem é responsável? O que aconteceu? Devemos estabelecer um diagnóstico e tirar disso as conclusões. (...) O mundo tem que mudar", insistiu.

npk/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.