SÃO PAULO - O presidenta da França, Nicolas Sarkozy, defendeu hoje que os países da União Européia criem fundos de riqueza soberana como uma resposta à atual crise mundial. Em discurso no parlamento europeu, o líder francês argumentou que esse fundos poderiam comprar fatias de empresas produtivas européias, para evitar que estrangeiros acabem aproveitando os preços de liquidação e comprem essas companhias.

Na visão de Sarkozi, se os países da União Européia se uniram para salvar os bancos da região, a fim de evitar uma crise financeira, não há porque não fazer o mesmo para estimular o setor produtivo, com o objetivo de atenuar a crise da economia real.

A tese do presidente francês, no entanto, encontra resistência na vizinha Alemanha. Segundo agências internacionais, o ministro da Economia alemão, Michael Glos, rejeitou a proposta, argumentando que essa proposta vai contra os "fundamentos" da política econômica da Alemanha.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.