Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

São Paulo perde participação, mas continua sendo maior pólo industrial do País

RIO DE JANEIRO - O município de São Paulo continuou perdendo participação percentual na produção industrial do país em 2006. Naquele ano, sua participação relativa no valor adicionado da indústria foi de 9,3%, depois de ter alcançado 10,9% em 2002. Ainda assim, a cidade se manteve como principal pólo industrial do Brasil.

Agência Brasil |

De acordo com dados da pesquisa Produto Interno Bruto dos Municípios Brasileiros 2006, divulgada nesta terça-feira (16) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em segundo lugar no ranking aparece Campos dos Goytacazes (3,3%).

O município do norte fluminense foi beneficiado pela produção de petróleo e gás natural e pela alta no preço do barril de petróleo (variação de 73,7% em dólar) no período de 2004 a 2006. Em 2005, a cidade ultrapassou a capital Rio de Janeiro, que continuou em terceiro lugar em 2006, com 2,4% de participação relativa no valor adicionado da indústria.

Em seguida, aparecem os municípios de Manaus, com 2,3%, resultado puxado pela produção de eletroeletrônicos, especialmente celulares, DVDs, televisores e computadores; Betim (MG), Duque de Caxias (RJ), São Bernardo do Campo (SP), Guarulhos (SP), São José dos Campos (SP) e Curitiba (PR).

De acordo com o levantamento do IBGE, em 2006, apenas dez municípios eram responsáveis por 25% do valor adicionado da indústria. Além disso, 57 cidades concentravam metade desse valor e 28,1% da população. Para evidenciar a forte concentração da indústria nacional, o estudo destaca ainda o fato de 2.526 municípios terem concentrado, em 2006, 1% do valor adicionado industrial e 9,5% da população.

Leia mais sobre: produção industrial

Leia tudo sobre: produção industrial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG