Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Santanna descarta fechar capital da Telebrás

O presidente da Telebrás, Rogério Santanna, reafirmou hoje que o governo pretende colocar a empresa nos melhores níveis de governança corporativa do mercado acionário brasileiro e, no longo prazo, chegar até o chamado Novo Mercado

AE |

selo

O presidente da Telebrás, Rogério Santanna, reafirmou hoje que o governo pretende colocar a empresa nos melhores níveis de governança corporativa do mercado acionário brasileiro e, no longo prazo, chegar até o chamado Novo Mercado. Santanna não deu prazo para isso e afirmou que a realização desse projeto depende de estudos que "não existem ainda. Mas é um objetivo".

Antes do chamado Novo Mercado, a Bolsa de Valores de São Paulo tem os chamados níveis um e dois, com diferentes critérios de transparência. Para atingir o topo, que é chamado de Novo Mercado, a Telebrás terá que "limpar" do mercado suas ações preferenciais, já que a principal característica desse nível de governança é que as empresas só podem ter papéis ordinários, ou seja, com direito a voto.

Hoje, 19% do capital da Telebrás é formado por ações preferenciais, que não dão direito a voto. Dentre os papéis ordinários, a União tem 89% de participação. Ao comentar a intenção de elevar a governança da empresa, Santanna descartou a possibilidade de fechar o capital da Telebrás.

Leia tudo sobre: ECONOMICO-ECONOMIA

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG