Seul, 11 mai (EFE).- A Samsung investirá nos próximos dez anos 23,3 trilhões de wons (cerca de 16 bilhões de euros) em tecnologia ecológica e de saúde para fortalecer seu crescimento, informou a agência "Yonhap".

Seul, 11 mai (EFE).- A Samsung investirá nos próximos dez anos 23,3 trilhões de wons (cerca de 16 bilhões de euros) em tecnologia ecológica e de saúde para fortalecer seu crescimento, informou a agência "Yonhap". O investimento será centrado em cinco âmbitos: energia solar, baterias recarregáveis para veículos híbridos, tecnologia de diodo emissor de luz (LED) para telas e iluminação, indústria biofarmacêutica e tecnologia médica. Com este novo projeto, a Samsung espera que estes negócios forneçam receitas de 50 trilhões de wons (34,5 bilhões de euros) em 2020 e gerem 45 mil novos postos de trabalho. A decisão foi tomada nesta segunda-feira, durante encontro do presidente da companhia, Lee Kun-hee, e com os diretores da empresa - a maior da Coreia do Sul - e de suas filiais. No encontro, Lee, que assumiu em março seu mandato na Samsung Electronics, a maior empresa do grupo, disse que os Governos do mundo investem na indústria ambiental para solucionar problemas energéticos e proteger o meio ambiente. Também ressaltou a necessidade de realizar investimentos, aproveitando que outras empresas concorrentes ainda não definiram suas iniciativas. Segundo o plano, a companhia investirá em energia solar um total de 6 trilhões de wons (4,1 bilhões de euros), a fim de alcançar vendas no valor de 10 trilhões de wons (6,9 bilhões de euros) e gerar dez mil postos de trabalho. Além disso, a empresa investirá 8,6 trilhões de wons (5,9 bilhões de euros) em tecnologia LED e outros 3,3 trilhões de wons (2,2 bilhões de euros) em produtos biofarmacêuticos e aparatos médicos. EFE ce/fm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.