Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Samsung retira oferta de US$ 5,8 bilhões pela SanDisk

SÃO PAULO - Dois dias após a SanDisk vender 30% de sua capacidade de produção à Toshiba, a sul-coreana Samsung retirou sua oferta de compra hostil pela fabricante norte-americana de componentes de memória. Segundo a Samsung, o aumento na incerteza em relação ao negócio da SanDisk, a evolução de seu valor de mercado e o ambiente econômico atual foram decisivos para a desistência da proposta.

Valor Online |

A sul-coreana havia oferecido pagar US$ 26 por ação da SanDisk, o que resultaria em um pagamento total de US$ 5,8 bilhões pela norte-americana.

Anteontem, a SanDisk anunciou ter fechado o terceiro trimestre deste ano com um prejuízo líquido de US$ 155 milhões. As perdas foram causadas pela redução no faturamento da companhia, reflexo do corte de preços que promoveu para reduzir seus estoques.

Em carta enviada à SanDisk, assinada pelo vice-presidente do conselho e executivo-chefe da Samsung, Lee Yoon-woo, a empresa deixa claro seu descontentamento com a norte-americana.

"Seu anúncio surpresa de um prejuízo operacional de um quarto de milhão de dólares, uma renegociação apressada de seu relacionamento com a Toshiba e as grandes reduções de emprego em sua organização, tudo isso aponta para um aumento considerável em seu perfil de risco e uma deterioração material de seu valor, tanto numa avaliação individual como considerando a união com a Samsung", diz a carta.

Em resposta, a SanDisk divulgou nota em que afirma que esteve sempre aberta à negociação com a Samsung, embora sempre tendo como balizas a proposta de valor de longo prazo e as proteções necessárias aos interesses de seus acionistas. Segundo a companhia, em todo o momento foi indicado qual o caminho que gostaria de tomar durante as negociações.

A SanDisk afirma, contudo, que Samsung "ignorou" o caminho proposto por ela para a transação, inclusive não tendo respondido à referida carta. "Acreditamos que isso levanta dúvidas sobre a real motivação por trás da oferta da Samsung", diz a norte-americana.

(José Sergio Osse | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG