Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Salão do Automóvel de Chicago abre com modelos adaptados à crise

Washington, 11 fev (EFE).- O Salão do Automóvel de Chicago, nos Estados Unidos, abriu suas portas hoje, não apresentando propostas mais ou menos realistas, mas focado em atrair a atenção do público para produtos que já se encontram nas concessionárias ou que chegarão logo às lojas.

EFE |

A grave crise do setor automotivo americano obrigou as montadoras a se apresentarem na maior feira automobilística do país - em área ocupada - com intenções claramente práticas.

O maior exemplo disso é a Ford, que escolheu Chicago para lançar oficialmente a caminhonete Transit Connect, o primeiro produto da nova política da empresa de trazer para os EUA veículos europeus.

A Transit Connect, com capacidade para transportar 3,83 metros cúbicos de carga, foi projetada para atender às pequenas empresas americanas que precisam de um veículo de transporte com um consumo de combustível menor que o das grandes caminhonetes, muito tradicionais no país.

"Nenhum outro veículo no mercado americano pode proporcionar esta combinação de capacidade e economia de consumo", disse a fabricante.

Segundo a Ford, que espera que o modelo ajude a mantadora a manter a liderança que tem no setor, a Transit Connect chegará às concessionárias americanas em meados do ano, custando pouco menos de US$ 21,5 mil.

"Com 40% da parcela do mercado, a Ford é líder em caminhonetes comerciais nos EUA, e esperamos que a Transit Connect aumente nossa liderança", afirmou num comunicado o presidente da Ford para o continente americano, Mark Fields.

O modelo americano da Transit Connect virá equipado com um motor de quatro cilindros e câmbio automático de quatro marchas.

Em relação ao modelo europeu, a Ford incluiu uma grade na frente da caminhonete e mudou alguns detalhes de seu interior.

Mas a grande surpresa da Ford em Chicago foi o Taurus SHO, uma versão esportiva do famoso sedan da montadora.

A sigla SHO (Super High Output) foi introduzida em 1989 para designar os Taurus com um motor de alto rendimento e características mais esportivas.

Os modelos SHO foram fabricados até 1999. Desde então, um entusiasmado grupo de motoristas pedia seu retorno.

Hoje, a Ford tornou realidade o sonho desses consumidores ao apresentar um veículo equipado com: um motor de 3,5 litros EcoBoost V6, 365 cavalos de potência e câmbio automático de seis marchas com "paddles" no volante, como nos veículos de competição.

Assim como a Transit Connect, o Taurus SHO só chegará ao mercado no meio do ano, ao custo de US$ 38 mil.

Por sua vez, a Toyota apresentou hoje em Chicago o modelo 2010 da pickup Tundra, que, com o novo motor V8 de 4,6 litros que vai equipar todas as suas versões, consumirá 15,69 litros de combustível por cada 100 quilômetros rodados na cidade ou 11,76 litros por cada 100 quilômetros em estradas.

Para o público americano mais jovem, a Toyota lançou o Scion tC Release Series versão 5.0 (tC RS 5.0), cujas principais características são pintura brilhante na cor preta e os equipamentos desenvolvido pela Toyota Racing Development (TRD), a equipe da montadora que projeta os veículos de competição da marca.

Já a General Motors disse que o Chevrolet Volt, o primeiro veículo elétrico recarregável produzido pela montadora, chegará às lojas com pneus de elevada eficiência da Goodeyear e um sistema de som da marca Bose.

Outra fabricante americana, a Chrysler recebeu hoje dois prêmios do programa de TV "MotorWeek". Um foi o de melhor pickup, pela Dodge Ram 1500, e o outro foi o de melhor monovolume, pelo Chrysler Town & Country e pelo Dodge Caravan.

Outras novidades do salão, que manterá suas portas abertas até 22 de fevereiro, foram o Mazda MX-5 2009 e três protótipos da Suzuki, enquanto a Nissan anunciou que o novo Nissan Cube(R) chegará aos EUA em maio, custando US$ 14 mil. EFE jcr/sc

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG