Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Saída para crise financeira precisa ser global, diz Lula

BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a afirmar hoje que a saída para a crise financeira internacional precisa ser global. Lula fez a afirmação depois de reunir-se com ministros da área econômica e com presidentes de bancos centrais de 18 países e da União Européia durante encontro do G-20 - grupo composto pelas maiores economias mundiais - realizado em São Paulo neste fim de semana.

Valor Online |

"Temos uma crise mundial que nasceu no coração do país que representa o maior PIB [Produto Interno Bruto] do mundo, que representa a síntese do capitalismo mundial. Foi exatamente nesse país que surgiu uma crise do sistema financeiro que pode atrapalhar o desenvolvimento e o crescimento econômico dos países emergentes. Temos que discutir porque a saída também tem que ser global", disse em seu programa semanal Café com o Presidente.

No fim de semana, Lula também participou de reunião do Conselho de Desenvolvimento e Integração Sul (Codesul), em Foz do Iguaçu, com governadores dos estados que fazem fronteira com o Brasil. Segundo o presidente, países como Paraguai, Uruguai, Argentina e o próprio Brasil, depois de muitos anos, passaram a conhecer "um outro momento" de crescimento econômico e de geração de empregos.

"Temos que tomar uma decisão. Para enfrentar essa crise, não precisamos ficar temendo a crise. Sabemos que ela existe, sabemos que é grande, que pode ser grave, mas que estamos em condições melhores para enfrentá-la do que os países ricos, porque ainda temos um potencial extraordinário de crescimento do mercado interno. Temos a possibilidade de fortalecer ainda mais o Mercosul."
Para Lula, os países sul-americanos vivem um momento importante e as decisões devem ser tomadas "com muita cautela".

(Agência Brasil)

Leia tudo sobre: lula

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG