Tamanho do texto

Sétima estimativa aponta para crescimento de 9,2% frente ao ano passado

A safra brasileira de cereais, leguminosas e oleaginosas deve chegar a 146,4 milhões de toneladas em 2010, resultado recorde na série histórica da produção nacional, informou hoje (5) o Instituto de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com a sétima estimativa do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), a safra deve ser 9,2% maior do que a obtida em 2009 (134,0 milhões de toneladas). A projeção supera em 0,3% a do levantamento anterior, divulgado em junho (145,9 milhões de toneladas).

A área plantada das três principais culturas – soja, milho e arroz, que respondem por 83,1% do total – deve apresentar variações de 7,2%, -6,5% e -5,9%, respectivamente, em relação ao ano anterior. Quanto à produção, o milho e a soja devem apresentar expansão de 4,4% e 19,8%, respectivamente, e o arroz deve ter retração de 10,3%. Esse grãos representam 90,9% do total produzido.

Das cinco regiões do país, o Sul deve produzir o maior volume de grãos – 63,1 milhões de toneladas. O Centro-Oeste deve responder por 50,9 milhões de toneladas, seguido do Sudeste, com 16,5 milhões; do Nordeste, com 12 milhões; e do Norte, com 3,9 milhões.

De acordo com o IBGE, apenas o Sudeste deve registrar queda na produção (-4%). A Região Norte deve apresentar incremento de 1,7%; o Nordeste, de 2,3%; o Sul, de 20,3% e o Centro-Oeste, de 4,3%.

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) também divulgou hoje, em Brasília, um levantamento da safra de grãos. Segundo a estatal, devem ser colhidos 147,1 milhões de toneladas na safra 2009/2010.

A diferença entre os dados divulgados pelo IBGE e pela Conab se deve aos períodos avaliados. O IBGE analisa a colheita de janeiro a dezembro, enquanto a Conab se baseia no ano-safra, que vai de agosto a julho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.