Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Safra de cana em 2008 é 11% maior que no ano passado

A indústria sucroalcooleira vai esmagar 558,72 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na safra 2008. Segundo levantamento da Conab, a quantidade é recorde, ou 11,4% superior ao volume processado no ano passado - 501,54 milhões de toneladas.

EFE |

 

O resultado foi anunciado nesta quinta-feira, pelo presidente da estatal, Wagner Rossi, durante a XVI Feira Internacional da Indústria Sucroalcooleira (Fenasucro), em Sertãozinho (SP).

Somadas as 151,56 milhões de t que serão colhidas no próximo período e destinadas atualmente à fabricação de rapadura, cachaça, ração animal e mudas, esta safra já se consolida como a maior da história do Brasil, com produção total de 710,28 milhões de toneladas.  Esse crescimento é registrado, principalmente, pela ampliação do plantio por cerca de 35 novas usinas e o aumento da produtividade obtido com as boas condições climáticas, explica Rossi.

A área cultivada passou de 7,08 milhões para 8,98 milhões de hectares. "Dos 276 milhões de ha de terras cultiváveis no país, 72% são ocupados por pastagens naturais/cultivadas, 15,5% por grãos e apenas 3,2% por cana-de-açúcar. O restante está com culturas perenes, como frutas e café, informa.

Do volume apresentado, 317,82 milhões de toneladas serão destinadas à fabricação de álcool etílico (etanol), o que significa 17,29% a mais que em 2007. Isso vai gerar 27,08 bilhões de litros do combustível, sendo 63,76% de álcool hidratado (vendido nos postos) e o restante de álcool anidro (misturado à gasolina). Já a fabricação de açúcar vai consumir 240,89 milhões de t de cana, crescimento de 4,48% e resultará em 32,78 milhões de toneladas do produto.

Regiões

O Centro-Sul responde por 487,38 milhões de toneladas da cana que vai para o setor sucroalcooleiro. Isso corresponde a 87,23% do total que será industrializado. São Paulo segue como o estado mais importante, com 325,61 milhões de toneladas (58,28%), seguido do Paraná com 47,01 milhões de toneladas (8,41%).

Já o Norte/Nordeste destinará 71,33 milhões de t para a indústria. A colheita na região começou em agosto e segue até março. O destaque destas localidades é Alagoas, com a quarta maior fabricação de açúcar e álcool do país, onde serão esmagadas 30,19 milhões de t de cana. Para realizar o trabalho, mais de 50 técnicos da estatal visitaram 388 unidades, entre os dias 28 de julho e 8 de agosto.

Usina em SP

O grupo energético francês Areva firmou nesta quinta-feira um contrato no valor de 33,5 milhões de euros com a Tractebel Energia S/A, que pertence à também francesa GDF Suez Group, para desenhar e construir uma usina energética de produção de etanol a partir de cana-de-açúcar em Pitangueiras, em São Paulo.

Areva Koblitz, filial brasileira do grupo francês, instalará a nova central na Andrade Açúcar e Álcool, de propriedade do grupo Guarani. A usina, que terá uma potência de 33 megawatts, deve estar concluída em abril de 2010, informou a empresa francesa em comunicado.

Leia mais sobre etanol

Leia tudo sobre: etanolusina

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG