O café produzido no Brasil deverá atingir 45,85 milhões de sacas de 60 quilos na safra 2008. A quantidade é 27,1% maior que a safra anterior. Esta já é a segunda maior safra dos últimos 10 anos, ficando atrás apenas da produção do ciclo 2002/03, quando chegou a 48,48 milhões de sacas.

Os dados constam do terceiro levantamento realizado pela Conab, divulgados nesta segunda-feira, em Brasília.

A colheita atual é beneficiada pela bianualidade positiva do produto, regularização das chuvas e pelos bons tratos culturais, como uso adequado de adubos, controle de pragas e sistemas de irrigação. O tipo arábica chega a 35,27 milhões de sacas e a variedade conilon a 10,58 milhões de sacas. 

Esta pesquisa mostra, ainda, que a região Sudeste vai produzir 38,51 milhões de sacas, o que corresponde a 84% do total nacional. Minas Gerais é o maior estado produtor, com 23,38 milhões de sacas, seguido pelo Espírito Santo (10,23 milhões de sacas) e São Paulo (4,6 milhões de sacas). Nas outras regiões, Bahia e Paraná somam juntos 4,62 milhões de sacas.

No que se refere à área total o estudo mostra uma ocupação de 2,32 milhões de hectares, sendo 91,5% dos cafezais em produção. O restante está com plantas em formação. A colheita começou na última quinzena de março e deve se estender até o início de outubro, dependendo da região. 

Este levantamento ocorreu entre os dias 10 e 23 de agosto e contou com o trabalho de 189 técnicos da estatal e de instituições parceiras. Eles ouviram mais de 2,7 mil agricultores, representantes de cooperativas e de órgãos públicos e privados.

Leia mais sobre café

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.