Rio de Janeiro, 7 abr (EFE).- O Brasil conseguirá na safra agrícola da temporada 2009-2010 uma produção recorde de 146,31 milhões de toneladas, indica uma nova previsão divulgada hoje pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Rio de Janeiro, 7 abr (EFE).- O Brasil conseguirá na safra agrícola da temporada 2009-2010 uma produção recorde de 146,31 milhões de toneladas, indica uma nova previsão divulgada hoje pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A safra que acaba de ser colhida este ano não apenas superará em 8,3% a do período 2008-2009, que foi de 135,13 milhões de toneladas, mas será 1,5% maior à do período 2007-2008, de 144,14 milhões de toneladas, a maior da história até agora. A Conab, vinculada ao Ministério da Agricultura, atribuiu o aumento da produção ao bom regime de chuvas, à ampliação da área semeada de milho e à antecipação do plantio de soja em Mato Grosso. O aumento da produtividade por hectare também contribuiu para o crescimento da colheita, pois a área total plantada foi de 47,6 milhões de hectares, 2% a menos que no período anterior. O organismo informou também que a metade da colheita do período 2009-2010 já foi colhida. A produção de soja, cultivo do qual o Brasil é o segundo produtor mundial e o maior exportador, chegará ao recorde de 67,39 milhões de toneladas, com um crescimento de 17,9% em relação ao período anterior. Isso significa que o Brasil colherá cerca de 10,2 milhões de toneladas a mais que na temporada anterior. A produção de milho, segundo maior cultivo do país, chegará a 54,1 milhões de toneladas, com um crescimento de 6,1%. Esse aumento será possível porque os produtores de milho aumentaram em 3% a área plantada para a segunda safra e conseguiram elevar a produtividade em 15,9%. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) também divulgou uma nova projeção para a colheita de grãos, cujo resultado, apesar do crescimento previsto, ainda está abaixo do recorde histórico. Os dados do IBGE, no entanto, não se referem ao período de colheita agrícola (de agosto de determinado ano a julho do ano seguinte), mas ao ano do calendário (janeiro a dezembro). Segundo o Instituto, o Brasil colherá em 2010 um total de 145,2 milhões de toneladas de cereais, leguminosas e oleaginosas, com um crescimento do 8,5% frente à produção de 2009, que foi de 133,9 milhões de toneladas. A projeção fica muito próxima ao recorde atingido em 2008, de 145,8 milhões de toneladas. O IBGE assinalou que a área cultivada este ano aumentou para 47,9 milhões de hectares, 1,5% a mais em relação à do ano passado (47,2 milhões de hectares). Para o Instituto, a produção de soja chegará a 67,3 milhões de toneladas, com um crescimento de 18,1% frente a 2009. Já a de milho totalizará 52,6 milhões de toneladas, 1,1% a mais que no ano passado. EFE cm/sa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.