Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Sadia desaba 26% e Aracruz, 12%, após leilão

Após ficaram cerca de 30 minutos em leilão na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), as ações da processadora de alimentos Sadia e da fabricante de papel e celulose Aracruz apresentavam forte baixa. Às 11 horas (de Brasília), o papel preferencial (PN) da Aracruz recuava 12,72%, a R$ 7,34, após cair 17,7%, a R$ 6,92, na taxa mínima do dia até o momento.

Agência Estado |

No mesmo horário, as ações PN da Sadia despencavam 26,13% a R$ 6,87. Na mínima, o papel da Sadia chegou a valer R$ 6,66, em baixa de 28,38%.

Quando o preço de determinado ação é incerto, a Bovespa faz um leilão para alertar os investidores que há algo fora do comum; o mesmo ocorre quando a ação apresenta volume ou valorização acima do normal.

Ontem, após o fechamento do mercado, a Sadia informou perdas de R$ 760 milhões ao tentar liquidar antecipadamente operações financeiras no mercado de câmbio. E a Aracruz anunciou hoje cedo que seu volume de perda com câmbio futuro pode ter excedido limites, mas não informou o valor, que será apurado por uma empresa contratada especialmente para isso.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG