Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ryanair fecha base em Valência por divergências com governo local

SÃO PAULO - A companhia aérea irlandesa de baixo custo Ryanair anunciou ter interrompido suas operações para Valência, na Espanha, e o fechamento de sua base na cidade. Com a decisão, 750 empregos diretos e indiretos devem ser extintos e 70 vôos semanais deixarão de existir, reduzindo em 750 mil passageiros por ano o movimento no aeroporto da cidade.

Valor Online |

Segundo a Ryanair, a decisão foi tomada após a recusa do governo valenciano de discutir propostas da aérea para promover o aeroporto e suas rotas dentro de sua malha européia.

O volume de investimentos programado pela empresa irlandesa para a cidade, de cerca de US$ 140 milhões, deverá ser alocado para outra de suas bases, ainda não definida.

A base da Ryanair em Valência foi inaugurada em agosto de 2007 e, neste ano, acumulou 25% de aumento no tráfego, que totalizou cerca de 1,5 milhão de passageiros. No total, o tráfego no aeroporto é de 6 milhões de passageiros por ano.

Segundo a companhia, em vários contatos com a administração local para promover a região, a resposta era que não havia recursos para esse tipo de investimento. Porém, diz a Ryanair, isso não impediu que o governo injetasse 12 milhões de euros na companhia aérea local, a Air Nostrum.

"Esse é um momento negro para o aeroporto de Valência e para a cidade e para a região que ele serve. A Ryanair começou a transformar essa região espanhola antes ignorada em termos de turismo em um pólo de crescimento e desenvolvimento", afirmou o vice-executivo-chefe da empresa aérea, Michael Cawley. "Porém, o claro subsídio às empresas concorrentes da Ryanair pelo governo valenciano e sua recusa em travar discussões importantes com a empresa significam que a continuação de nossa base nesse aeroporto é insustentável", acrescentou.

Segundo Cawley, a empresa já recebeu "numerosos pedidos" de cidades européias que querem operações da Ryanair. Segundo ele, a decisão sobre onde irão operar os dois aviões que serviam a base de Valência será tomada nesta semana.

(José Sergio Osse | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG