Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Russos e europeus chegam a acordo sobre envio à Ucrânia de observadores da UE

O primeiro-ministro tcheco, Mirek Topolanek, e seu colega russo, Vladimir Putin, chegaram a um acordo sobre o envio de observadores europeus à Ucrânia já na sexta-feira, anunciou um porta-voz da presidência tcheca da União Européia (UE) na noite desta quinta-feira.

AFP |

 


Clique para ver o infográfico


Putin e Topolanek "chegaram a um acordo sobre as condições para enviar uma missão de vigilância a todos os lugares pertinentes para os fluxos de gás" encaminhados para a Europa via a Ucrânia, destacou o porta-voz.

"Os detalhes sobre esta missão serão acertados amanhã", ressaltou o porta-voz.

"Observadores da UE vão viajar à Ucrânia amanhã (sexta-feira)", garantiu.

Este anúncio parece significar que Putin voltou atrás em algumas das exigências formuladas na tarde desta quinta-feira, em Bruxelas, pelo presidente da Gazprom, Alexei Miller, que impediram a conclusão de um acordo entre UE, Rússia e Ucrânia sobre o envio de observadores, condição para a retomada do fornecimento de gás russo para a Europa através da Ucrânia.

Miller exigiu então o envio de observadores russos, segundo a Comissão Européia, que atribuiu a Moscou a culpa do fracasso das negociações.

Leia mais sobre gás

Leia tudo sobre: gás

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG