O presidente russo, Dimitri Medvedev, garantiu nesta quinta-feira que Moscou retomará o abastecimento de gás à Europa através da Ucrânia, depois de chegar a um acordo com Kiev sobre o trânsito do produto por seu território, informaram as agências de notícia russas.

Em conversa por telefone com o presidente búlgaro Georgy Parvanov, "o presidente russo enfatizou que a Rússia está disposta a cumprir com seus comomissos e a retomar o trânsito de gás, depois de conseguir um acordo com a Ucrânia", indicou o Kremlin em um comunicado, segundo as agências.

A Bulgária, que depende completamente da Rússia para cobrir suas necessidades de gás natural, foi um dos Estados europeus mais afetados pela supressão dos envios de gás através da Ucrânia.

dt/sjw/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.