O fornecimento do gás russo à Europa através da Ucrânia será retomado imediatamente quando os observadores independentes estiverem presentes para verificar os fluxos de combustível transportado, disse nesta quinta-feira em Bruxelas o presidente da Gazprom, Alexei Miller.

Ele informou ter "enviado um protocolo" na manhã desta quinta-feira ao presidente da Comissão Européia, José Manuel Barroso, contendo as propostas sobre o deslocamento de observadores.

"Espero que seja examinado rapidamente e adotado", acrescentou, durante uma conversa com jornalistas, paralelamente a uma conferência no Parlamento europeu em Bruxelas.

cm-cat/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.