Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Rússia quer representar seus aliados pós-soviéticos no G20

Moscou, 19 dez (EFE).- O presidente russo, Dmitri Medvedev, declarou hoje que a Rússia quer representar os interesses de seus aliados mais fiéis dentro da comunidade pós-soviética na reunião em Londres do Grupo dos 20 (G20) sobre a crise financeira.

EFE |

"Queria sincronizar os relógios com os senhores para que a Rússia, na reunião do G20 em abril, possa representar nossos interesses coletivos porque a crise atual requer ações coletivas", disse Medvedev em uma cúpula informal de cinco líderes pós-soviéticos no Cazaquistão.

Além de Medvedev e do chefe de Estado anfitrião, o cazaque Nursultan Nazarbayev, participaram da reunião os presidentes da Armênia, Serge Sargsian; do Tadjiquistão, Emomali Rajmon, e do Quirguistão, Kurmanbek Bakiev, segundo a agência russa "Itar-Tass".

O líder russo argumentou que a crise financeira global afeta todos os países e que a grande interdependência das economias dentro da pós-soviética Comunidade dos Estados Independentes (CEI) faz com que as mudanças em qualquer delas repercutam nos demais.

O G20 é formado pelos países do G8 (EUA, Canadá, Japão, Alemanha, Reino Unido, Itália, França e Rússia), além de Brasil, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, China, Coréia do Sul, Índia, Indonésia, México, África do Sul e Turquia, mais a União Européia como bloco.

O presidente russo viajou à cidade cazaque de Kokchetav para participar de uma cúpula informal da Organização do Tratado de Segurança Coletiva (OTSC), a aliança militar pós-soviética liderada por Moscou. EFE se/ma

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG