Teerã, 21 out (EFE).- A Rússia, o Irã e o Catar, os três países com maiores reservas de gás, mostraram hoje seu interesse em criar uma organização de países exportadores de gás semelhante à já existente para o petróleo.

"Os representantes dos três países com as maiores reservas de gás do mundo anunciaram seu desejo de criar a Organização de Países Exportadores de Gás, e acompanharão com zelo esta questão", disse o ministro do Petróleo iraniano, Gholam-Hossein Nozari, em entrevista coletiva em Teerã, após uma reunião entre delegações dos três Estados.

Em declarações divulgadas pela televisão estatal iraniana, o ministro comentou que esta reunião trilateral representa "um ponto de partida para a ampliação das relações econômicas e políticas entre Rússia, Irã e Catar".

Segundo Nozari, a constituição desta nova organização será preparada antes da realização da reunião entre os ministros de Exteriores da Rússia, Irã e Catar, mas não precisou nem a data nem o lugar.

Este encontro também teve a participação do ministro do Petróleo catariano, Abdula al-Atia, e do consórcio estatal russo de gás Gazprom, Alexei Miller.

Os três responsáveis discutiram também a cooperação para o desenvolvimento das zonas de prospecção de gás, para a atuação no mercado mundial e "para a criação de melhores condições, a fim de abastecer o mundo com a energia necessária", disse Nozari.

"É possível dizer que hoje foi formada uma grande troika de gás", afirmou Alexei Miller.

O presidente do gigante russo Gazprom disse também que, "levando em conta que Rússia, Irã e Catar possuem 60% das reservas de gás do mundo, foi decidido estabelecer um contato estreito e contínuo entre os três países".

Além disso, ressaltou que "a demanda de gás no mundo tem um processo crescente e acabou a época dos hidrocarbonetos baratos".

EFE msh/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.