Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Rússia e UE assinam acordo sobre gás; falta Ucrânia

A Rússia e a União Europeia (UE) assinaram um acordo sobre os observadores que irão monitorar o fluxo de gás russo através da Ucrânia. Contudo, o acordo - uma condição imposta pelos russos para retomada do fornecimento de gás para a Europa, que enfrenta um rigoroso inverno - ainda deve ser assinado pela Ucrânia para ter validade.

Agência Estado |

O fluxo de gás para a Europa foi suspenso na quarta-feira.

Representantes russos e europeus aprovaram o texto após negociações entre os primeiro-ministro da Rússia, Vladimir Putin, e da República Checa, Mirek Topolanek, cujo país ocupa a presidência rotativa da UE e está em visita à Rússia. Putin insiste que um acordo por escrito é necessário para controlar o fluxo de gás para a Europa. Moscou acusa a Ucrânia de roubar o gás russo destinado para a Europa, o que o governo ucraniano nega veementemente.

Os observadores da UE desembarcaram na Ucrânia na sexta-feira para se preparar para monitorar o fluxo de gás e agir como árbitros em uma feroz batalha econômica entre os ex-Estados soviéticos. Contudo, o fluxo de gás permanece suspenso enquanto russos e ucranianos continuam a brigar sobre os detalhes do acordo de monitoração.

Leia mais sobre: gás

Leia tudo sobre: gás

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG