O primeiro-ministro russo Vladimir Putin afirmou neste sábado em Dresden (leste da Alemanha) que no final das contas Rússia e Ucrânia devem chegar a um acordo no conflito do gás.

"Estou otimista. Se me perguntam que perspectivas vejo, acho que no final das contas vamos ter que chegar a um acordo", declarou Putin a jornalistas em Dresden.

O primeiro-ministro russo reconheceu que o conflito tinha conseqüências negativas para a imagem da Rússia e reafirmou que a Ucrânia era a culpada neste caso.

as/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.