O presidente da Rússia, Dmitry Medvedev, convidou seu colega da Ucrânia, Viktor Yushchenko, para participar do encontro de cúpula internacional sobre a crise no fornecimento do gás russo para a Europa, informou a agência de notícias Interfax, citando a assessoria de imprensa do Kremlin. Medvedev falou com Yushchenko por telefone, para dizer que ele e a Ucrânia devem fornecer gás imediatamente para os consumidores europeus.

A Rússia está convidando os líderes europeus para o encontro de cúpula em Moscou, neste sábado. "A cúpula sobre o problema de gás será realizada no dia 17 de janeiro em Moscou", informaram as agências Interfax e RIA Novosti, citando a porta-voz do Kremlin Natalya Timakova. "Os convites estão sendo enviados aos chefes de Estado e de governo dos países da Europa que consomem e transportam o gás russo", disse a porta-voz.

Em Kiev, a estatal de gás da Ucrânia, a Naftogaz, disse, por meio de um porta-voz, que está pronta para bombear o gás russo para a União Europeia. Ele disse que, de acordo com uma carta para sua contraparte russa OAO Gazprom, a Naftogaz está pronta para aceitar 99,2 milhões de metros cúbicos de gás diários através do ponto de entrada próximo à cidade fronteiriça de Sudzha e dividi-los através de três pontos de saída. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.