São Paulo, 2 - A Agência de Segurança Alimentar da Rússia oficializou a suspensão temporária das importações de carne bovina de Goiás, devido a confirmação de um caso de estomatite vesicular, registrado na semana passada. O Ministério da Agricultura já havia suspendido os embarques do Estado.

A agência russa, no entanto, incluiu na lista do embargo o Estado de Pernambuco.

Segundo a Agência de Defesa Agropecuária de Pernambuco (Agrodefesa), o Estado registrou um caso de estomatite no mês de maio, que foi devidamente comunicado ao ministério, que, por sua vez, informou à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). Na época, a fazenda foi isolada e passou por todos os procedimentos de análise.

A proibição das exportações de Pernambuco para a Rússia não irá interferir em nada os embarques do Estado, já que os abates realizados não são destinados para o mercado externo, atendem apenas a demanda local. Os frigoríficos pernambucanos não possuem Serviço de Inspeção Federal (SIF) e o Estado não é reconhecido como área livre de febre aftosa com vacinação.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), o Estado abateu no primeiro trimestre deste ano 96,2 mil animais, aumento de 5,4% em comparação ao mesmo período do ano passado. Esse volume, no entanto, representa apenas 1,35% do abate total do Brasil no período.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.