Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Russa Sukhoi fecha dois contratos para venda de 25 aviões SSJ-100 por US$ 750 milhões

SÃO PAULO - A russa Sukhoi anunciou ter fechado dois contratos com valor total de US$ 750 milhões ontem no Airshow de Farnborough (Inglaterra). No total, a companhia vendeu 25 unidades de seu novo jato regional, o SuperJet-100 (SSJ-100).

Valor Online |

O avião está em estágio de desenvolvimento final e é fruto de uma joint venture, a SuperJet International, estabelecida entre a companhia russa e a italiana Alenia.

O primeiro contrato foi fechado com uma companhia aérea européia tradicional, segundo a Sukhoi. O nome da compradora, porém, não foi divulgado. Ela adquiriu, por US$ 600 milhões, 20 aeronaves regionais.

A outra venda, de 5 aviões SSJ-100, foi fechada com a Asset Management Advisors (AMA). O valor da transação, segundo a Sukhoi, foi estipulado em US$ 150 milhões.

Estamos honrados com o pedido desse cliente, que não pode ser identificado nesse estágio, disse o executivo-chefe da SuperJet International, Alessandro Franzoni. Rumores no mercado sugerem que o comprador não identificado seria a Icelandair, da Islândia.

Nosso cliente acredita bastante no segmento de aeronaves de 100 assentos e com o SSJ-100 ele certamente se beneficiará da ótima performance em termos de consumo de combustíveis e baixo impacto ambiental, acrescentou Franzoni.

Segundo o executivo-chefe da AMA, Francesco Guarnieri, o pedido de sua companhia pode ser o início de uma nova cooperação financeira com a SuperJet International. O executivo afirma que a empresa de leasing aeronáutico está concentrando suas atenções em novas companhias aéreas e em operadoras de aeronaves regionais. Os clientes em potencial, diz, estariam nos países do norte da Europa e da região dos Balcãs.

De acordo com Guarnieri, os cinco SSJ-100 adquiridos devem começar a ser entregues em 2011. Ele informou também que, em 2012, a companhia poderá fazer novos pedidos à Sukhoi.

(José Sergio Osse| Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG