Tamanho do texto

Porto Alegre, 18 - Os fabricantes de adubos preveem aumento de 4% nas vendas do produto no Rio Grande do Sul em 2010, na comparação com o ano passado, que registrou recorde de 2,94 milhões de toneladas. A previsão foi divulgada hoje pelo Sindicato da Indústria de Adubos do Estado (Siargs) e leva em conta a retomada da economia e da demanda por grãos em países emergentes como China e Índia, além da estabilidade de preços das matérias-primas que compõem os fertilizantes, na maioria importadas, disse o presidente do Siargs, Torvaldo Marzolla Filho.

No total, entre venda de adubos no mercado local, exportação e envio a outros Estados, a indústria gaúcha comercializou 3,7 milhões de toneladas em 2009. A venda para outros Estados foi prejudicada por um decreto estadual que retirou 75% de crédito presumido de ICMS dos fabricantes, explicou Marzolla Filho. Foram embarcadas 760 mil toneladas para outros Estados e exterior, mas o volume habitualmente chega a 2 milhões de toneladas. Em 2010, o decreto foi modificado e restituiu o benefício fiscal.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.