As empresas produtoras de petróleo e gás natural pagaram R$ 9,555 bilhões em royalties e participações especiais nos seis primeiros meses deste ano. O valor é recorde na arrecadação nacional sobre o setor e deriva diretamente da valorização do petróleo no mercado internacional.

Os royalties e participações especiais a serem pagos são calculados pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), considerando o valor do barril no mercado internacional.

Desse total, foram R$ 4,907 bilhões em royalties e R$ 4,647 bilhões em participações especiais. Do total pago em royalties, R$ 878,9 milhões são referentes ao mês de junho, quando o barril estava próximo de seu pico, de US$ 145, atingido em 3 de julho.

Já as participações especiais são pagas apenas sobre campos de alta produção. O maior deles é o de Marlim, na Bacia de Campos, responsável por mais de R$ 1 bilhão em pagamento de participação especial.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.