Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Royal Bank of Scotland fecha semestre com primeiro prejuízo em 40 anos

SÃO PAULO - O Royal Bank of Scotland, integrante do consórcio que comprou o ABN Amro, teve no semestre o primeiro prejuízo em 40 anos. Sob o impacto dos efeitos da crise que atingiu os instrumentos de crédito, o banco encerrou o intervalo janeiro-junho com perda de 802 milhões de libras.

Valor Online |

Na primeira metade do ano passado, a instituição registrou seu melhor resultado, ao lucrar 3,5 bilhões de libras. Nesse balanço são considerados números consolidados, depreciação de ativos de crédito, amortizações e itens extraordinários. Antes de impostos, o prejuízo do RBS no primeiro semestre de 2008 foi de 691 milhões de libras.

O resultado negativo foi consequência direta da depreciação de 5,9 bilhões de libras em ativos, provocada pela crise do mercado de crédito subprime (de alto risco) dos Estados Unidos.

O diretor-executivo do RBS, Fred Goodwin, lamentou anunciar o prejuízo, lembrando que as perdas foram registrada em meio a condições de mercado sem precedentes. Para responder ao novo cenário, o executivo disse que a estratégia foi fortalecer a posição de capital do banco e desfazer-se de ativos e de empréstimos alavancados.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG