Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Rodrigues: etanol brasileiro é competitivo com petróleo a US$ 40

São Paulo, 14 - O ex-ministro da Agricultura Roberto Rodrigues, coordenador do Centro de Agronegócios da Fundação Getúlio Vargas, disse que dificilmente a queda do preço do petróleo irá afetar a competitividade do etanol brasileiro. Segundo ele, o etanol brasileiro é competitivo em relação ao petróleo até o preço de US$ 40 por barril.

Agência Estado |

Hoje, o vencimento futuro do petróleo para dezembro, negociado na Nymex, era cotado em torno de US$ 57 por barril.

Rodrigues disse que o etanol produzido de outras matérias-primas como milho, trigo e beterraba, que tem um custo de produção em torno de US$ 50 por barril estão mais ameaçados de perderem competitividade em relação ao petróleo que o etanol de cana.

O ex-ministro ressaltou que a redução de investimentos na indústria do etanol brasileiro não está vinculado à queda do preço do petróleo, mas a atual falta de liquidez no mercado mundial. "Estive conversando com grandes fundos que investem em etanol e eles estão de lado no momento, esperando o que vai acontecer com o mercado", disse.

Segundo ele, estes fundos possuem estratégias de investimento na construção de usinas mas, dependendo das conseqüências da crise, podem mudar este viés para adquirir empresas. "Se a crise levar usinas com boa produção a serem colocadas à venda a um preço competitivo, provavelmente estes fundos irão aproveitar a oportunidade", afirma. Rodrigues disse também que, no momento, estes fundos estão esperando e analisando a extensão da crise e possíveis oportunidades. O ex-ministro afirma, contudo, que a crise vai acelerar o processo de consolidação do setor sucroalcooleiro do Brasil.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG