Tamanho do texto

Xangai, 11 nov (EFE).- A companhia anglo-australiana Rio Tinto, o segundo exportador mundial de mineral ferroso, baixará em 10% a produção de suas minas da Austrália por causa da redução da demanda das siderúrgicas chinesas, informou hoje o jornal Shanghai Daily.

"Esta redução é uma medida prudencial para ajustar a produção com as novas necessidades de nossos clientes, tendo em vista a queda da demanda da China no quarto trimestre do ano", explicou o presidente do Rio Tinto, Tom Albanese.

A companhia segue assim o exemplo de seu maior rival, a brasileira Vale, que cortou sua produção de minério de ferro no final de outubro em 30 milhões de toneladas por causa da crise econômica, "contribuindo para minimizar riscos de maiores danos no futuro", segundo assegurou então a empresa em comunicado.

A produção de aço da China, o maior fabricante deste metal, crescerá pelo menos 5% no próximo ano graças ao pacote de medidas que o Governo chinês anunciou no domingo passado para estimular a economia do país. EFE alv/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.