Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Rio Tinto corta 14 mil empregos e quer reduzir dívida

SÃO PAULO - A mineradora anglo-australiana Rio Tinto avisou nesta quarta-feira do corte de 14 mil empregos no mundo e de uma redução em investimentos. As iniciativas, como explicou em nota, visam preservar o valor dos acionistas por meio da conservação do fluxo de caixa e redução dos níveis de endividamento.

Valor Online |

A empresa observou que as medidas são uma "reação à rapidez e severidade sem precedentes da desaceleração econômica global, que causou quedas agudas nos preços das commodities".

Para 2009, a Rio Tinto reviu a meta de gasto com bens de capitais de US$ 9 bilhões para US$ 4 bilhões. Com relação a 2010, avisou que o gasto com bens de capitais será diminuído para níveis sustentáveis, "se continuar a queda da demanda e preço", notando que os planos para o período estão em revisão, com análise das condições de mercado atuais e futuras.

O grupo destacou que a dívida líquida recuou em US$ 3,2 bilhões no período de 30 de junho a 31 de outubro deste ano, para US$ 38,9 bilhões. Há o compromisso de reduzir em US$ 10 bilhões a dívida líquida até o fim de 2009.

A notícia veio semanas depois de a BHP Billiton desistir dos esforços para comprar a Rio Tinto uma vez que a turbulência no ambiente financeiro e a desvalorização das matérias-primas tornaram a transação muito arriscada.

As informações são da própria Rio Tinto e agências internacionais.

(Juliana Cardoso | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG