Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Rio Tinto congela investimento

A mineradora anglo-australiana Rio Tinto decidiu adiar os planos de ampliação de sua mina na cidade, projeto orçado em US$ 2,15 bilhões, confirmando os temores da população de Corumbá (MS). A decisão foi anunciada pelo diretor financeiro e de recursos humanos da Rio Tinto do Brasil, Aloísio do Pinho de Oliveira, em reunião realizada na quinta-feira na Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul (Fiems).

Agência Estado |

O executivo, porém, afirmou que a empresa deve retomar até o fim do mês as atividades na mina, suspensas desde meados de dezembro. A companhia planejava ampliar a capacidade de produção de minério de ferro em Corumbá dos atuais 2 milhões para 12,8 milhões de toneladas por ano até 2010.

"A decisão foi tomada por conta da dificuldade de obtenção de recursos e retração do mercado. Os recursos disponíveis são onerosos e de curto prazo, enquanto que o projeto é de longo prazo. Assim que houver sinais de recuperação do mercado, nós vamos retomar todos os investimentos", disse Oliveira.

Procurada, a Rio Tinto não quis comentar o assunto, limitando-se a confirmar, por meio de sua assessoria de imprensa, as declarações do executivo.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG