Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

RIM lança BlackBerry 3G no Brasil, mas não divulga preço

SÃO PAULO - A Research In Motion (RIM), empresa canadense que fabrica o smartphone BlackBerry, lançou hoje o primeiro de seus aparelhos com tecnologia de terceira geração (3G) no Brasil. O BlackBerry Bold será distribuído pelas operadoras Claro, Oi, Tim e Vivo a partir ainda deste mês, afirma a companhia.

Valor Online |

A empresa tem intensificado sua atuação no Brasil, com o objetivo de capitalizar a expansão da economia do país. A companhia, que iniciou contratações para o escritório brasileiro no ano passado, já conta com 16 funcionários, afirmou o gerente de Relacionamento com Operadoras da RIM Brasil, Moacyr Queirolo.

O crescimento no número de funcionários será constante e em todas as áreas de atuação, desde vendas e marketing até o operacional, afirmou Queirolo. O ritmo de expansão, porém, vai depender da demanda do mercado por nossos produtos, acrescentou.

O executivo não quis revelar qual o preço de referência para o aparelho, um dos mais sofisticados da linha BlackBerry. Segundo ele, como a RIM não vende diretamente seus smartphones, mas apenas através de parcerias com operadoras - que fazem, elas próprias, a venda em si -, não há como estabelecer um preço de referência. Elas é que vão estabelecer quais os preços que irão praticar, afirmou. O aparelho lançado hoje tem GPS integrado e memória de armazenagem de 1 GB, que pode ser expandida com o uso de cartões de memória.

De acordo com Queirolo, embora não tenha planos imediatos, a RIM avalia constantemente o cenário econômico para decidir sobre investimentos em produção local. Segundo ele, fazendo sentido financeiro, a empresa pode até considerar a fabricação local de seus aparelhos.

Embora não revele qual a base instalada de BlackBerries no Brasil, ou mesmo qual a expectativa de vendas dos aparelhos no país, Queirolo afirma que a demanda está bastante aquecida. Segundo ele, a crescente procura por aparelhos que aumentem a mobilidade e a produtividade dos trabalhadores tem alimentado as vendas dos aparelhos.

Para Queirolo, o aguardado lançamento do iPhone, da Apple, no Brasil não irá interferir com os negócios da RIM no país. Segundo ele, além de sua empresa ter a melhor oferta em termos de produtividade para profissionais móveis, a competição é sempre um ponto positivo. Não somos intocáveis. Toda a vez que um novo competidor entre no mercado, somos levados a buscar mais inovação e nos diferenciar, afirma.

(José Sergio Osse | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG