A China afirmou neste domingo que o encontro do G-20 em Washington foi útil para lidar com a crise financeira global, e pediu mais cooperação para evitar uma recessão mundial, segundo a agência de notícias Xinhua. O encontro foi conducente ao crescimento da economia mundial e à reforma da estrutura financeira global, disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Qin Gang, de acordo com a Xinhua.

"A China espera que todos os países possam continuar intensificando a coordenação, procurar consenso, fortalecer substancialmente a regulação financeira e tomar medidas para evitar uma recessão econômica global", afirmou Qin.

Líderes do G-20, incluindo o presidente chinês, Hu Jintao, entraram em acordo sobre um plano de ação para restaurar o crescimento mundial e evitar mais problemas financeiros, e prometeram novos planos de gastos, um acordo comercial e uma séria de reformas. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.