O governo argentino corre o risco de uma retirada maciça dos fundos dos aposentados, além de uma enxurrada de ações contra a reestatização da previdência. A justiça de Córdoba já atendeu a um pedido para impedir a transferência desses fundos para o Estado.

Outra decisão judicial neste sentido está prestes a sair. "Esse assunto vai acabar sendo decidido nas instâncias superiores", disse a juíza Carmen Algibaray, da Corte Suprema do país.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.