Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Resultados fortes podem levar Inco a pagar em 20 meses investimento feito pela Vale

RIO - A Vale espera que os resultados da Inco, adquirida em 2006, sejam suficientes para pagar o preço da aquisição entre os próximos 18 ou 20 meses. A mineradora pagou US$ 17,6 bilhões pela concorrente canadense, que gerou em 2007 US$ 7 bilhões de caixa e pagou US$ 2,2 bilhões em dividendos.

Valor Online |

A Inco foi uma das melhores aquisições da história da mineração. O retorno nos surpreendeu. No caso da Inco, não achávamos que no curto prazo o preço do níquel pudesse bater em US$ 55 mil a tonelada. Mas não é razoável você estimar que vá trabalhar sempre com retornos deste tipo, afirmou o presidente da Vale, Roger Agnelli.

O presidente da mineradora lembrou que o projeto de cobre de Sossego, no Pará, foi outro que deu retorno acima do esperado. Ao decidir investir na região para produzir cobre, a companhia trabalhava com expectativa de preço de US$ 0,90 por libra de cobre, que na época estava cotada a US$ 0,62. Quando o projeto entrou em operação, em junho de 2004, o preço da libra era de US$ 2.

Achávamos que Sossego se pagaria em 10 anos, ou em oito anos, mas pagamos em um ano. Gastamos US$ 440 milhões no projeto inteiro, que já gerou para nós perto de US$ 2 bilhões de caixa, frisou Agnelli, que não fez estimativa sobre quanto tempo uma possível compra da anglo-suíça Xstrata levaria para se pagar.

(Rafael Rosas | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG